Valença, Cerveira e Monção

Admirável Portugal | vista da ponte RodoViária

Onde já vai o último fim de semana prolongado! Lembre-se de que falo do 5 de Outubro e agora o mês já está a caminhar para o final. O tempo livre não abunda e geralmente os últimos três meses do ano são um furacão em termos de trabalho. O ânimo, no meu caso, também não é o mesmo que trago comigo mais ou menos até ao final de setembro. Chuva e dias cinzentos e húmidos não se enquadram bem na minha natureza. Enfim, adiante!

No fim de semana prolongado, a viagem por este Admirável Portugal levou-nos a norte para passar o fim de semana por Viana do Castelo, mais concretamente em Valença onde ficámos hospedados.

Tivemos imenso azar com o tempo pois esteve chuvoso a maior parte do tempo e confessamente acabou por nos retirar algum ânimo, mas ainda assim conseguimos disfrutar de algumas maravilhas.

Admirável Portugal | RROZ DE SAARAVULHO DA cASA bORGESComo o tempo não estava convidativo não saímos de manhã bem cedo como é nosso apanágio, saímos sim já com destino sentar para almoçar. Por isso a nossa primeira paragem foi na Casa Borges para um belo de um sarrabulho! E, efetivamente, mais uma vez comprovámos que o tempo passa mas a receita não degenera!

Já íamos com o apetite no ponto por isso, ao chegar, pedimos logo aquela chouricinha assada para acompanhar com as azeitonas e o pão. Entretanto, vieram o arroz de sarrabulho e os rojões que estavam divinais! Já não tivemos barriga para a sobremesa mas, por norma, a escolha recai sobre o leite creme queimado na hora!

Admirável Portugal | rojões DA cASA bORGES

Foi muito bem escolhido, sem dúvida. A Casa Borges fica na Correlhã, Ponte de Lima. Existem três restaurantes da família que ficam bem próximos uns dos outros. Nós pessoalmente preferimos este visto ser constituído por duas salas separadas mais pequenas, acabando por ser menos confuso e menos barulhento.

Como precisávamos caminhar para ajudar à digestão, seguimos em direção a Vila Nova de Cerveira onde há sempre tanto para ver!

Vila Nova de Cerveira é uma linda vila minhota, debruçada sobre o Rio Minho com Espanha à vista, sob o olhar vigilante da escultura de José Rodrigues, o famoso “Cervo”, símbolo da vila!

Admirável Portugal | O Cervo
O Cervo

Vila fronteiriça, desenvolveu-se em volta das suas muralhas que a protegiam dos ataques de nuestros hermanos Situada numa região de grande beleza natural, é uma zona onde não me importaria nada de viver pois ali temos um pouco de tudo relativamente perto: lindas paisagens campestres, relativamente perto da praia, o rio, Espanha mesmo em frente, o Porto a pouco mais de uma hora. Resumindo, super bem localizada e muito bonita e dinamizada!

Logo à chegada, fomos dar uma passeata à feira semanal que acontece todos os Sábados. A Feira Semanal de Vila Nova de Cerveira é uma das maiores da do país e é possível encontrar um pouco de tudo: roupa, artesanato, calçado, móveis, ferramentas, frutas, legumes, etc..

Admirável Portugal | feira semanal
Feira semanal de Cerveira
Admirável Portugal | Escultura Navegações de José Rodrigues
Escultura “Navegações” de José Rodrigues

Vila histórica, predominantemente rural, Vila Nova de Cerveira é famosa pela Bienal de Artes Plásticas, que atrai muitos visitantes e conceituados artistas nacionais e internacionais. A arte estende-se às ruas e é possível admirar diversas esculturas um pouco por toda a vila.

Além disto, este ano pela impossibilidade de realizar os habituais concertos de Verão, levou-se a cabo o projeto comunitário ‘O Crochet Sai à Rua… em Cerveira’ com o tema da música, apresentando um conjunto de instrumentos…em crochet! Um coreto decorava ainda a praça principal, e claves de sol pelas ruas adjacentes.

Entretanto, já gozávamos de algum descanso da chuva há algumas horas e até tivemos sorte!! mas a dita cuja voltou e obrigou-nos a interromper o passeio. A tarde já ia avançada e agora já não temos tantas horas de sol, pelo que seguimos viagem até ao Cerdal, localização do nosso alojamento, a Quinta do Caminho.

À chegada à Quinta do Caminho gostámos desde logo do local. Enquadrado na natureza, verde e fresco.

Admirável Portugal | Quinta do Caminho

Infelizmente a primeira impressão não correspondeu ao restante. E aqui fica uma chamada de atenção: quando fazemos uma reserva há sempre uma possibilidade de as fotos dos quartos e demais instalações estarem realmente bem tiradas dando uma ideia de algo que não corresponde bem à realidade. Que foi basicamente o que aconteceu. Por isso deve ler-se bem todos os comentários e descrições dos alojamentos pois geralmente há indícios do que se vai encontrar, para além das imagens que possam facultar. Não me vou alongar em pormenores, a minha experiência ficou descrita na plataforma através da qual reservei o alojamento. Resta-me deixar uma justa palavra à simpatia de todos os funcionários que nos atenderam que foram irrepreensíveis, simpatiquíssimos! De notar que o nome da Quinta deve-se ao facto da mesma ficar na rota de um dos Caminhos de Santiago e por ali passam inúmeros caminhantes.

Malas pousadas e meia hora para descansar. Entretanto já escurecia mas demos um pulo até a outro lado da fronteira e aproveitámos para passar na famosa centenária ponte Rodo-Ferroviária de Eiffel que liga Portugal e Espanha, por onde antigamente, certamente muitos se lembram, se passava para ir a Espanha comprar (os famosos caramelos!).

Admirável Portugal | vista da ponte RodoViária
Admirável Portugal | vista da ponte Rodo-Ferroviária
Admirável Portugal | Ponte Rodo-Ferroviária de Valença
Admirável Portugal | Ponte Rodo-Ferroviária de Valença

De notar que a distância que nos separa de Tui são 5-10min! Aproveitámos que não chovia e ainda nos sentámos um pouco numa esplanada a aproveitar um pouco da movida de fim de tarde tão típica de fim de tarde em Espanha. Máscara obrigatória na rua mas, como cá, é possível comer (e beber!) nas esplanadas tranquilamente.

Tui | Catedral
Tui | Catedral

Para jantar e porque apetecia algo mais leve que não outro prato daqueles típicos portugueses que precisamos de estar 2 horas à mesa e depois são necessárias mais 5h para a digestão, optámos por ir a um restaurante italiano em Valença, o Trattoria Casa di Mamma. Fomos super bem recebidos, estava bem confortável na sala que acaba por ser aquecida pelo calor dos fornos a lenha e tanto a pasta como a pizza que partilhámos estavam óptimas!

Dali fomos descansar.

No dia seguinte, acordámos para uma manhã um pouco mais iluminada e seca o que animou um pouco mais depois de uma noite mal dormida.

Admirável Portugal | amanhecer na Quinta do Caminho
Admirável Portugal | amanhecer na Quinta do Caminho

Fomos conhecer a Fortaleza de Valença, mais um edificado cujo objetivo foi em tempos proteger a fronteira dos espanhóis mas cujas primeiras lajes remontam a período bem mais anterior, nomeadamente século XIII.

Admirável Portugal | vista do Rio Minho na Fortaleza de Valença
Vista do Rio Minho na Fortaleza de Valença

Todas as faces da fortaleza, principalmente as viradas ao rio são excelentes miradouros sobre o rio Minho e Espanha, com Tui como pano de fundo. No seu interior encontram-se vários edifícios como a Câmara Municipal, Arquivo Municipal, museus, a Pousada de Valença, a Misericórdia e diversas igrejas e capelas. Encontra-se ainda muito comércio local, restaurantes e cafés, num bulício muito marcado por espanhóis, muito animado e simpático. Torna-se um passeio muito agradável deambular por aquelas ruelas.

Seguimos para Monção para provarmos o prato típico da zona, a Foda! E para verem que não me dou a brejeirices gratuitas, aqui fica o comprovativo de que o prato tem o nome indicado. Trata-se de cordeiro assado no forno a lenha, acompanhado com um arroz de forno de açafrão e a origem do nome é bem peculiar!

Admirável Portugal | Foda à Monção
Admirável Portugal | Foda à Monção

Almoçámos bem no restaurante Sete à Sete; a Foda estava óptima, o arroz melhor, o vinho verde casou muito bem e a sobremesa foi, não uma cereja no topo do bolo, mas Barriga de Freira!

Admirável Portugal | Barriga de freira
Admirável Portugal | Barriga de freira

Era preciso agora digerir mais um almoço pesadinho, assim que fomos em direção ao Palácio da Brejoeira com uma visita e uma prova de vinhos já marcadas através do site. Existem duas visitas possíveis. Uma que contempla visita ao interior do Palácio, Jardins, Capela e Adega antiga e outra à vinha. Nós fizemos a primeira e gostámos bastante. Não temos fotos do interior pois não é possível tirar fotos, somente do exterior.

Palácio da Brejoeira | Admirável Portugal

 

O Palácio da Brejoeira é património nacional desde 1910 e esteve fechado ao público até muito recentemente. Terá sido mandado construir no início do século XIX, e havendo alguma dúvida relativamente à sua conclusão, a data mais frequentemente apontada é 1828. Reportando-me apenas à sua história mais recente, em 1937 o Palácio é vendido ao Comendador Francisco de Oliveira Paes para o oferecer a sua filha Maria Hermínia Silva d’Oliveira Paes, nascida em 1918. Foi esta quem reestruturou a propriedade e procedeu à plantação e comercialização do prestigiado vinho da casta Alvarinho, “PALÁCIO DA BREJOEIRA”.

Admirável Portugal | Palácio da Brejoeira
Foto retirada do site mundoportugues.pt

Foi Maria Hermínia que decidiu que gostaria de cultivar vinho numa escala maior, de modo a tirar maiores proveitos de algo que há muito era cultivado nas terras do Palácio mas apenas utilizado para consumo da casa ou vendido a pequenos comerciantes. Após algumas primeiras tentativas que não correram especialmente bem pois a adega que inicialmente possuíam não detinha as condições necessárias, é em 1974 que D. Maria Hermínia d’Oliveira Paes constrói uma adega com todas as condições necessárias para a produção de vinho Alvarinho e dois anos mais tarde, em 1976, o seu sonho é realizado: é lançado o “PALÁCIO DA BREJOEIRA” Alvarinho, engarrafado na origem.

Apenas em 2010 o Palácio foi aberto ao público para visitas. D. Maria Hermínia residiu na área privada do Palácio até à data do seu falecimento, em 30 de dezembro de 2015.

Terminada a visita, fomos em direção a Melgaço. Encontrámos uma vilazinha muito pitoresca mas vazia. O centro histórico da vila de Melgaço é bastante concentrado e formado por pequenas ruas estreitas que descem a partir do castelo. Faz-se um passeio a pé engraçado, sempre rodeados de bonitas paisagens, mas não conseguimos fazee mais que isso. Também já levávamos uns quilómetros nas pernas e uma noite mal dormida…

Admirável Portugal | Melgaço
Admirável Portugal | Melgaço

Regressados a Valença, encontrámos um bar com música agradável e um sofá onde fizemos um pouco mais de tempo para irmos jantar. Na falta de opções que nos satisfizessem (Domingo à noite é sempre algo complicado…) e após uma nega num sítio onde estavam todas as mesas ocupadas, demos um pulo a Tui para um bocadillo numa daquelas tascas empedradas que tão facilmente se encontram nas vilas espanholas que também se revelou uma opção simpática.

No dia a seguir, após mais uma noite mal dormida, acordámos cedo e voltámos a casa. Percalços acontecem e o efeito que têm é termos aquele enorme prazer de voltar a nossa casa e dormir na nossa caminha!

No geral, foi um fim de semana muito agradável que nos possibilitou reavivar algumas memórias de quando éramos mais jovens e com a família por ali passámos uma vez e outra. Bom ver que Valença está bem dinamizada e por todo o lado encontramos pontos de interesse e coisas interessantes para visitar.
Não podia terminar este artigo sem mencionar a Ecopista do Rio Minho que embora não a tenhamos percorrido, encontramos em algumas das paragens aqui mencionadas, miradouros que nos deram uma visão da beleza da Ecopista.

Admirável Portugal | Ecopista do Rio Minho
Admirável Portugal | Ecopista do Rio Minho

A Ecopista foi criada em 2004, bem junto das margens do Rio Minho, entre Valença e Monção, tendo-se depois estendido a Vila Nova de Cerveira. Este corredor aproveita uma linha ferroviária desativada em Portugal contando atualmente com uma extensão de 17 quilómetros onde é possível admirar vinhedos típicos da região e demais cultivos, animais, árvores e plantas autóctones. Por cá, pusemos a Ecopista na lista de Ideias para viagens em Portugal numa próxima oportunidade, se possível mais ensolarada.

Leave a Comment